Soer – por Gustavo Aragão

0

Minha poesia cozinha arroz e feijão

e canta tempos em tempo

nos umbrais da vida

na qual me revelo recuado, porém atento

Por Gustavo Aragão

 

Fica proibida a reprodução do texto exposto acima sem a autorização prévia do autor. Todos os direitos estão reservados a ele perante a Lei de Direitos Autorais.

 

Comentários