Trabalhadores da Viação São Pedro ameaçam paralisar

0

Serviço pode ser paralisação a partir da noite desta quarta, 5 (Fotos: Portal Infonet)

Os trabalhadores da Viação São Pedro, que faz o transporte de passageiros para alguns municípios do interior do estado, ameaçam cruzar os braços a partir desta quarta-feira, 5, caso a empresa não pague os valores relativos aos salários e aos tickets alimentação atrasados. Os funcionários alegam que estão sem receber os valores relacionados aos meses de agosto, setembro e outubro.

Um dos trabalhadores, que prefere não se identificar, comenta que a empresa entrou em acordo com a categoria e afirmou que iria realizar o pagamento de parte dos valores ainda nesta quarta, 5. Ele alega que, caso a promessa não seja cumprida, a empresa será fechada amanhã e os trabalhadores irão cruzar os braços a partir da noite de hoje.

“A nossa situação está péssima. Estamos sem dinheiro, e para quem tem filho e/ou paga aluguel, a situação está mais feia ainda. Nós precisamos do emprego e queremos ver se resolve e pagam pelo menos a metade da dívida”, conta o trabalhador, afirmando que a promessa da viação é pagar hoje os valores relativos a agosto e setembro. Com relação ao mês de outubro, o funcionário disse que não sabe quando vai receber.

Demissão

Em meio às reclamações sobre os atrasos de pagamento, alguns profissionais se manifestaram e disseram que foram demitidos e que não receberam os valores devidos. Deostenes Pereira relata que foi mandado embora no dia 23 de outubro para que o salário não fosse pago.

Deostenes disse que foi demitido e que não recebeu valores atrasados

“Ainda não deram baixa na carteira e estão devendo dois meses de salário e quatro de ticket alimentação, fora o décimo terceiro, as férias e a rescisão. Além disso, o FGTS e o INSS que é descontado não é repassado. Para completar, não há o repasse do aumento do salário e do ticket retroativo ao dia 1º de março”, denuncia Deostenes.

Empresa

Em resposta as reivindicações, o proprietário da empresa, Leonardo Santos, informou que a viação e o sindicato acordaram que o pagamento será feito na quinta-feira, 6, e que toda a manifestação e reclamações estão sendo feitas por “agitadores que estão fora da empresa”. Sobre as demissões, o dono da São pedro disse: “é engano e inverdade deles. Foram eles que pediram para sair. Não foi demissão”, rebate. Leonardo afirma que os ex-funcionários estão “tumultuando” e que os valores em atraso serão devidamente pagos.

Na tarde desta quinta-feira, o presidente do Sindicato dos Trabalhadores nos Transportes Rodoviários do Município de Aracaju (Sintra), Miguel Belarmino, telefonou para o Portal Infonet informando que o acordo entre os trabalhadores e a empresa prevê o pagamento dos salários nesta quinta-feira, 5.

*A matéria foi alterada às 14h41 para acréscimo da informação transmitida pelo presidente do Sintra 

Por Monique Garcez

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais