Prefeitura trabalha na produção do Desfile Cívico 2019

0
Os estudantes participam ativamente da construção do desfile (Foto: Walter Martins/Semed)

Desenhos, croquis, arte e muita criatividade. Desta forma, a Prefeitura de Aracaju se empenha na produção do desfile cívico da rede municipal de ensino, que será realizado no próximo dia 1° de setembro, na rua Bahia, bairro Siqueira Campos.

Para contar a história da Língua Portuguesa e sua relação com as novas tecnologias, as escolas municipais levarão para a avenida temas como sotaques do Brasil e novos ídolos em tempos de YouTube. O desfile cívico 2019 terá como tema ‘Navegando na Língua’ e iniciará a partir das 8h.
A Coordenadoria de Arte e Educação (Coarte), da Secretaria Municipal da Educação (Semed), é a responsável pela idealização e confecção das vestimentas, estandartes e outros acessórios que serão utilizados no evento, que celebra a Independência do Brasil. “Pegamos os temas que serão mostrados pelas escolas e desenvolvemos o trabalho a partir daí. Teremos muitos elementos, como escudos, tiaras, estandartes, mas o foco será mesmo nas roupas. Nossa língua tem muitas influências e mostraremos isso através de estamparias, como indígenas e africanas. Traremos também um pouco de moda, pois trabalharemos com elementos simbólicos e iconografia. Tem história, tem arte, tem moda. O desfile será um pouco de tudo”, explica a técnica da Coarte Larissa Viera, que também é artista visual e diretora de arte do desfile cívico.
Segurança e Infraestrutura
Na semana passada, a Prefeitura de Aracaju formalizou o convite às instituições civis e militares para participação no desfile cívico. Além de desfilar, as equipes da Polícia Militar e Guarda Municipal de Aracaju (GMA) também farão a segurança do evento. Outras pastas da gestão municipal, como Secretaria Municipal da Saúde (SMS), Empresa Municipal de Serviços Urbanos (Emsurb) e Superintendência Municipal de Transporte e Trânsito (SMTT), também participarão do evento garantindo a infraestrutura necessária.
Participação dos alunos
Além de desfilar na avenida, neste ano, os estudantes também contribuirão com suas ideias para a realização do desfile. No último dia 25, a Semed reuniu os representantes de turma de sete escolas da rede para uma oficina, em que os alunos puderam sugerir alegorias e representações para cada tema. “Os alunos já tinham nos passado suas ideias. Nós organizamos e levamos para eles verem qual o resultado, no papel, daquilo que eles sugeriram e o que será usado. Precisamos dar espaço para a criatividade deles, pois os estudantes trazem consigo um conjunto de saberes que serão importantes e entram em conexão com o processo pedagógico”, frisa o coordenador da Coarte, Rivaldino Santos.
A secretária municipal da Educação Maria Cecília Leite, comenta sobre a ideia e produção do desfile cívico 2019. “Não é algo simples, mas vamos trazer a língua de uma forma que os alunos trabalhem didaticamente na escola antes do desfile, vivencie, experimente, que o público que acompanha saiba do que estamos falando. Por isso, nós mostraremos a língua na sua origem, mas também a língua como está sendo falada hoje, com as redes sociais, com as mídias digitais e com toda a influência que nós estamos tendo nesse momento, para refletir, inclusive, até que ponto a tecnologia está sendo facilitadora, benéfica, e o quanto está dificultando a língua”, comentou.

 

Fonte: PMA 

Comentários