Bombeiros comemoram seus 95 anos com corrida e natação

0
Militares encararam as aguas no início da competição (Fotos: Portal Infonet)

Para encerrar a semana comemorativa aos 95 anos do Corpo de Bombeiros, completados na última quinta-feira, 1º, o Grupamento Marítimo (Gmar) teve a iniciativa de reunir militares de todas as áreas da segurança pública em Sergipe para uma competição esportiva no modelo maratona. O evento se iniciou com 300 metros de natação em águas abertas seguido por corrida de três mil metros. Policiais Civis, Militares, Guardas Municipais e a corporação do Corpo de Bombeiros participaram da competição.

Às 8h30 foi tocado o sino e os atletas dispararam em direção ao mar. Com o suporte do material aquático de águas abertas, cedido em parceria com a Federação Aquática de Sergipe (FASE), os militares contornaram a boia a alguns metros da costa, e retornaram após os 300 metros para dar sequência a competição, desta vez a corrida com o percurso de três quilômetros nas areias da praia.

Coronel Dória diz que objetivo é fortalecer união de instituições

De acordo com o comandante do Corpo de Bombeiros, coronel Reginaldo Dória, a competição não era o mais importante, e sim a congregação entre as instituições além da própria comemoração pelos 95 anos da corporação. “É de salutar essa iniciativa do Gmar porque fortalece e entrelaça essas instituições. E a competição fica de lado, a finalidade é o benefício à saúde, com natação, corrida, e a própria pratica desportiva em si”, disse o comandante.

O espírito dos competidores era o mesmo, apenas participar. Competindo como convidado, o capitão Aristóteles, da Polícia Militar de Sergipe, afirma que seu objetivo é completar a prova. “É de grande importância essa iniciativa para fortalecer a união da PM com bombeiros, mas posso garantir que meu objetivo aqui é completar a prova e conseguindo já ficarei satisfeito”, afirmou o capitão.

Capitão da PM enalteceu a importãncia da irmandade

Major Hector: Importância é participar

Antes da competição atletas tiveram mesa de frutas para café da manhã

O major Hector, do Corpo de Bombeiros, também participou da competição e garantiu que está sem treino, mas defende a ideia de participar e fortalecer a irmandade. “O espírito é de interação e prática do esporte. Também vamos nadar sempre de olho nos companheiros para garantir a segurança de todos ao mesmo tempo em que competimos”, afirmou Hector.

Antes da competição honras foram prestadas bem como uma celebração pelo fim da semana comemorativa aos 95 anos da corporação do Corpo de Bombeiros. Uma mesa de frutas fornecida pela FASE também esteve disponível aos atletas amadores antes e após a competição.

Por Ícaro Novaes

Comentários