Deputados votam hoje projetos que alteram direitos do Magistério

0

Os Projetos de Lei Complementar nº 16 e 17/2019 de autoria do Poder Executivo que altera alguns direitos adquiridos do magistério está na pauta de votação da sessão da Assembleia Legislativa de Sergipe (Alese) desta segunda-feira, 23.

Os professores da rede estadual de ensino fizeram uma greve que durou pouco mais de uma semana e uma vigília na Alese em protesto ao conteúdo dos dois projetos. A greve só foi encerrada após o governo do Estado garantir a manutenção de alguns direitos da categoria, como o direto ao triênio, as incorporações das gratificações para aposentadoria, e o direito à redução de 1/4 da carga horária aos 20 anos de trabalho.

Roberto Silva, vice-presidente do Sintese, acompanhou a votação nas comissões (Foto: Arquivo / Portal Infonet)

Representantes do Sindicato dos Trabalhadores em Educação do Estado de Sergipe (Sintese) e professores compareceram à Sala das Comissões e vão acompanhar a votação que deve acontecer ainda nesta segunda-feira durante a sessão plenária desta tarde.

“O triênio que estava sendo retirado está mantido, a questão da redução da carga horária que o Governo estava acabando, está mantido apenas aos 20 anos, a nossa reivindicação é que mantenha aos 15 anos para os professores que já está na rede, esse ainda é um ponto divergente porque o trabalho de professor é desgastante e a redução serve para proteger sua saúde, e a questão da incorporação de gratificações para a aposentadoria que está assegurado no projeto”, pontua o vice-presidente do Sintese, Roberto Silva.

Por Karla Pinheiro

Comentários