TCE faz eleição em novembro e elegerá Luiz Augusto Ribeiro presidente

0
Luiz Augusto será o novo presidente pelo critério da antiguidade (Foto: Ascom/TCE)

A partir do próximo ano, o Tribunal de Contas do Estado (TCE) de Sergipe terá novos gestores. Mantidas as atuais regras, o conselheiro Luiz Augusto Ribeiro será o novo presidente. Mas a composição da mesa será definida através de eleições diretas, que ocorrerão no mês de novembro próximo. O voto para escolha da nova mesa diretora será restrito aos sete conselheiros que compõem aquela Corte de Contas e o Ministério Público Especial de Contas é excluído desse processo.

O atual presidente, Ulices Andrade, anunciou a data das eleições nesta quinta-feira, 10, durante sessão plenária do TCE. As eleições ocorrerão no dia 7 de novembro [uma quinta-feira, dia que regularmente ocorrem as sessões plenárias do tribunal. As regras atuais estabelecem o critério da antiguidade [o conselheiro com mais tempo na função] e do rodízio [será escolhido aquele que ainda não presidiu a Corte de Contas no Estado.

Estão nesse páreo, os conselheiros Luiz Augusto Ribeiro, Susana Azevedo e Angélica Guimarães. Mas Luiz Augusto Ribeiro vence, pelo critério da antiguidade. Nas eleições, que ocorrerão dia 7 de novembro, também serão escolhidos o vice-presidente e ainda o corregedor-geral, que substituirão os conselheiros Carlos Alberto Sobral e Angélica Guimarães, respectivamente.

Apesar de estar praticamente certa a eleição de Luiz Augusto, ainda não estão definidos os nomes que ocuparão a vice-presidência e a corregedoria-geral. Conforme informações da assessoria de imprensa, esses nomes só serão definidos no dia da eleição, cujo voto é secreto, quando os conselheiros recebem as cédulas para indicar o favoritismo para ocupação dos respectivos cargos.

Ulices Andrade foi eleito em novembro de 2017 e assumiu o mandato em janeiro de 2018, em substituição ao antecessor, Clóvis Barbosa. Neste ano, as eleições ocorrem em novembro e a posse será realizada no primeiro dia útil de janeiro do próximo ano. O mandato dos gestores do TCE tem duração de dois anos, conforme estabelecido na Lei Orgânica da própria instituição.

por Cassia Santana

Comentários