Venâncio agora é Articulador Político

0

O mandato do ainda deputado estadual Venâncio Fonseca ainda não se encerrou – o que só vai acontecer nesta sexta-feira – mas ele já arranjou uma colocação na própria Assembleia. Ele vai ser Articulador Político, mas o que vem a ser isso o escriba também não tem a menor ideia. Diga-se a bem da verdade que ele não vai ser o primeiro articulador político. Já teve um antes dele, o deputado Djenal Queiroz, que pouco era visto na Casa naquela função. Não quer dizer que não trabalhava, não se trata disso, apenas que esta é uma função um tanto quanto desconhecida pelos que frequentam o Palácio Construtor João Alves. De qualquer forma, é bom saudar o deputado Venâncio Fonseca, que depois de tantos mandatos não vai se entregar ao ócio. Vai auxiliar o presidente da Casa, que pode vir a ser o deputado Luciano Bispo, que foi quem o convidou para o cargo. Venâncio é, como todos sabem, um parlamentar sério, honesto, probo ao extremo. Deixá-lo na própria Assembleia só enaltece à Casa.

Visita ao Governador

Já era nove horas da manhã de ontem, quando o Presidente da Assembleia, deputado Luciano Bispo, partiu com uma comitiva de deputados ao encontro do Governador Belivaldo Chagas no Palácio onde Sua Excelência despacha. Até as treze horas ainda não tinham voltado. O que foram fazer lá? Essa é a pergunta que todos fizeram mas não obteve resposta. Como à tarde não há expediente na Casa só hoje pela manhã vai se saber o que Belivaldo queria com aquela comitiva. Deveria ser, e certamente o foi, assuntos relacionados à eleição da próxima sexta-feira. Aparentemente a chapa está fechada, mas ainda não foi anunciada a posição que o deputado Garibaldi Mendonça vai ocupar na Mesa. Ele era Vice-Presidente mas o seu lugar foi “tomado?” pelo deputado Francisco Gualberto, que era Líder do Governo e cansou-se da função, que deverá ser exercida agora pelo “calouro” Zezinho Sobral.

Tem ainda quatro meses

O Governador Belivaldo Chagas tem em torno de quatro meses para resolver a situação critica das finanças do Estado ou antes de decretar o estado de calamidade financeira. Um grupo de servidores do Estado conversava ontem e dizia que o governo só tem dinheiro para pagar aposentados e pensionistas por mais quatro meses. Depois vai faltar dinheiro até para comprar o básico para tocar a administração pública. A situação é realmente grave, quase desesperadora. Se falta dinheiro hoje para quase tudo, depois vai ser muito pior. A não ser que o governo Bolsonaro encontre uma fórmula de socorrer os Estados a coisa vai ficar muito feia. Nesse caso, restará ao governo se desfazer de algumas “propriedades”, tipo Banco do Estado de Sergipe. Mesmo vendendo os ativos do Banese, o que for arrecadado não será suficiente para prover o Estado de grana suficiente para atravessar o ano. Tá complicada a coisa, não é mesmo.

Sergipe conhece o deputado pernambucano

Entre os deputados federais por Pernambuco que tomam posse nesta sexta-feira, primeiro de fevereiro, está o jornalista Fernando Rodolfo. Embora neófito na político e ainda jovem (tem menos de 35 anos) ele chegará à Câmara dos Deputados com a ideia de criar a bancada dos jornalistas (fala-se em 35 profissionais na nova Câmara) como meio de ter uma influência maior na aprovação das matérias ali apresentadas. Rodolfo é conhecido dos sergipanos porque aqui fez várias matérias para a televisão pernambucana antes de se aventurar numa candidatura de deputado federal. Alguns amigos dele, daqui de Sergipe, estão pensando em ir À Brasília para sua posse na sexta-feira.

João Diria seria parente de Seixas Dória?

Numa mesa de bar, comentava-se ontem, a facilidade do novo Governador de São Paulo, Sr. João Dória em discursar. Teria herdado a atração pelo “speech” do ex-Governador de Sergipe, João de Seixas Dória, que foi cassado pelo golpe militar de 1964, passou mais de um ano preso e depois foi proibido pelos militares de se candidatar a qualquer eletivo, depois disso. Se é parente de Seixas Dória, o escriba não tem muita certeza. Ele é filho de um velho político baiano, João Agripino da Costa Dória, que exerceu vários mandatos ao longo dos seus 81 anos de vida pública.

Rotary Aju-NE cria o Rotaract Club

Na sua reunião almoço de segunda-feira última, o Rotary Club Aracaju-Norte empossou a primeira diretoria do Rotaract Club Aracaju-Norte, fundado recentemente. A primeira a tomar posse foi a jovem Tainá, que é a presidente do Rotaract Club. em seguida ela foi dando posse aos demais integrantes da diretoria do novo Rotaract Club. No almoço festivo da última segunda-feira, o RC de Aracaju-Norte recebeu a visita de sete rotarianos do Sul da França em visita oficial ao Brasil. Os visitantes eram onze, mas pelo menos quatro tiveram que retornar imediatamente ao seu país de origem, por força de mal-estar inesperado. Os franceses integram o Distrito 1700 e daqui seguiram com destino a Maceió antes de retornarem ao seu país, e dar por encerrado o Programa de Intercâmbio. O)s franceses procederam a exibição de um filme que mostra as belezas da região de onde provêm, vizinho a cidade de Toulouse, no Sul da França.

Comentários