Blogs

Marcos Cardoso

Marcos Cardoso é jornalista, autor de “Sempre aos Domingos: Antologia de textos jornalísticos”.

Que vergonha, senadores!

A foto estampada na primeira página deste JC na sexta-feira, um dia depois da hipócrita sessão do Senado que absolveu Renan Calheiros, resume o sentimento do brasileiro diante de tamanha ignomínia. Dois manifestantes, vestindo roupas

O petróleo (puro) é nosso

O início da operação do campo de Piranema é um marco histórico para Sergipe por razões até superiores à qualidade do petróleo explorado, que o presidente Lula etilicamente comparou como sendo mais puro do que o melhor dos scotchs. Em três

Abaixo o Senado

O bate-boca chulo com o tucano Tasso Jereissati, no Conselho de Ética, serviu ao senador Almeida Lima, pelo menos, para conquistar a simpatia de um grupo de fora do Senado. A Associação Brasileira de Gays, Lésbicas,

A agonia de João

João Alves Filho não será candidato a prefeito de Aracaju. Não que ele não queira, mas uma coisa é querer, outra coisa é poder. Não que haja impedimento legal — pelo menos por enquanto — para que ele se lance ao pleito. O que lhe faltam

O último romântico

Seis meses atrás, já alquebrado pelo câncer de próstata que o consumia há alguns anos, abatido pela inevitável velhice, Joel Silveira bafejou o cansaço e proferiu uma sentença tão exata como nenhuma reportagem poderá ser: “O Brasil, hoje,

A culpa é da imprensa

A organização Repórteres sem Fronteiras está preocupada com o acirramento da relação desde sempre tumultuada entre Lula, o PT e a dita grande imprensa. Robert Ménard, secretário geral da organização, enviou carta ao presidente da

Energipe, dez anos depois

A privatização da Empresa Energética de Sergipe S.A. (Energipe) faz dez anos em dezembro. Não foi uma década perdida, muito pelo contrário. Esses anos, contados a partir do polêmico processo de desestatização ocorrido em 1997, encerram um

Passando a limpo

O deputado federal Jackson Barreto reinicia a briga com o Tribunal de Contas do Estado e nesse round voltou batendo muito duro. Ele fez um discurso na quarta-feira, na Câmara, denunciando nacionalmente o que chamou de “as falcatruas do