Deputados pedem ao Governo para rever o fechamento de maternidade

0

Os deputados estaduais usaram o Pequeno Expediente da sessão da Assembleia Legislativa desta terça-feira, 29, para pedir ao Governador do Estado, Belivaldo Chagas, que reavalie a situação do Centro Obstétrico Dra. Leonor Barreto Franco, no município de Capela, e não opte pelo fechamento da unidade de saúde.

O parlamentar protocolou uma moção de apelo ao Governador de Sergipe e ao Secretário de Saúde  (Foto:  Arquivo/ Jadilson Simões /Alese)

O deputado Iran Barbosa (PT) apresentou na manhã desta terça-feira uma Moção de Apelo ao governador de Sergipe, Belivaldo Chagas, e o Secretário de Estado da Saúde (SES), Valberto Oliveira, para que os gestores revejam o posicionamento já declarado para o fechamento da maternidade.

“Os cidadãos daquela região estão manifestando a sua preocupação quanto ao possível fechamento, ainda que temporário, daquela maternidade. É uma maternidade que não atende apenas a população de Capela, e sim de todo entorno, e ela não pode ser fechada. A moção de apelo é no sentido de que revejam a situação, se há problemas no funcionamento que revejam, há demanda de atendimento naquela maternidade, e sabemos que a solução não é fechar”, declara.

O deputado Adailton Martins (PSD) solicitou a Comissão de Saúde da Casa que convide o secretário de saúde a participar de uma audiência para debater a temática. “A população de Capela e região ficará desassistida tendo que recorrer a Aracaju”, diz. O deputado também sugeriu ao líder do Governo, deputado Zezinho Sobral (Podemos), que o Estado faça um planejamento ao adquirir bens ou realizar obras custeadas pelo dinheiro público.

“Peço que seja feito um planejamento e um estudo de viabilidade na aquisição de bens pelo Governo ou realização de obras para que o dinheiro público não seja jogado fora. O que vimos ultimamente foi a aquisição de umas motonetas, não houve planejamento, o Governo comprou com recurso público e hoje não sabemos qual será o destino desses veículos. O dinheiro usado na compra das motonetas estaria sendo melhor empregado na maternidade de Capela que está ameaçada de ser fechada”, afirma.

Zezinho Sobral disse que vai buscar junto a Secretaria de Saúde mais esclarecimentos (Foto: Arquivo / Jadilson Simões)

Os deputados Gilmar Carvalho (PSC) e Samuel Carvalho (PPS) também usaram a tribuna para solicitar ao Governo do Estado que o fechamento da maternidade seja revisto. O líder da situação, Zezinho Sobral, explicou que o governador já declarou que será apurado o programa que resultou na compra das motonetas. “Será averiguado esse programa que foi instituído para verificar se houve ou não algum tipo de prejuízo, e responsabilizar aqueles que cometeram tal situação”, explica.

Quanto a situação do fechamento da maternidade, Zezinho disse que a informação da Secretária de Estado da Saúde (SES) é que a unidade precisa de adequação, e que o fechamento será temporário. “São realizados 60 partos em uma unidade como aquela que deveria realizar 300. O Governo pretende ali estabelecer a condição de parto humanitário, concluir a reforma, a estrutura não está bem, isso é a realidade, e abrir uma linha de especialidade para atender melhor o público de Capela e região. Essas são as informações que a gente tem. Acredito que isso será esclarecido, vou buscar junto a SES os esclarecimentos necessários porque nenhum de nós permitirá a redução de serviços”, conclui.

Por Karla Pinheiro

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais