Vacina de Oxford será entregue após comprovação de uso da CoronaVac

0
Reunião ocorreu nesta segunda-feira, 25 (Foto: SES)

A Secretária de Estado da Saúde, Mércia Feitosa, se reuniu virtualmente na manhã desta segunda-feira, 25, com os municípios sergipanos para debater o início da campanha de vacinação contra à Covid-19.

Segundo informações da Secretaria de Estado da Saúde (SES), na reunião também foi discutido a distribuição da vacina desenvolvida pela Universidade de Oxford em parceria com farmacêutica AstraZeneca. Segundo a pasta, só receberão essas doses os municípios que enviarem para o sistema do Ministério da Saúde a quantidade já aplicada na primeira remessa da CoronaVac (Instituto Butantan/Laboratório Sinovac).

Primeira remessa de vacinas

A primeira de remessas da vacina contra a Covid-19 chegou em Sergipe na última segunda-feira, 18. Ao todo, foram 48.360 doses de vacinas da vacina CoronaVac, produzida pelo Instituto Butantan com o laboratório Sinovac.

Nesta primeira fase, conforme o Plano Nacional de Imunização, a vacinação é destinada a profissionais de saúde, idosos de 60 anos ou mais institucionalizados, pessoas com deficiência institucionalizadas e indígenas aldeados.

Segunda remessa

A carga com 19 mil doses da vacina da AstraZeneca/Oxford – compradas da Índia e liberadas pela Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) – chegou a Sergipe por volta das 0h deste domingo, 24, em um voo da companhia aérea Gol. Assim como ocorreu com as 48 mil doses da vacina da CoronaVac, que chegaram a Sergipe no último dia 18, as doses da vacina da AstraZeneca/Oxford serão destinadas a profissionais de saúde, idosos de 60 anos ou mais institucionalizados, pessoas com deficiência institucionalizadas e indígenas aldeados.

por João Paulo Schneider 

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais