Retrospectiva: confira o melhor do esporte sergipano em 2018

0
Duda Lisboa: sergipana foi o grande destaque do vôlei de praia mundial (Foto: FIVB)

Para lamento de alguns e alívio de muita gente, o esporte sergipano não se limita ao futebol. Diversas modalidades mostraram capacidade de manter calendários firmes ao longo do ano e de revelar valores de estatura nacional e até internacional – como o judô, o jiu-jitsu, o kart e, de forma excepcional, o vôlei de praia, que tem entre suas protagonistas mundiais a são-cristovense Duda Lisboa, atual melhor jogadora do mundo. E houve ainda muito mais em quadras, pistas, tatames e piscinas pelo estado. Confira abaixo o que aconteceu de melhor no esporte sergipano em 2018. [Para ver o melhor do futebol sergipano, clique aqui].

Os últimos anos já estabeleceram a sergipana Duda Lisboa entre as protagonistas do vôlei de praia mundial. Mas nenhum deles se compara a 2018. Após grande temporada ao lado da paranaense Ágata Rippel, Duda conquistou seu primeiro título no circuito mundial e ainda levou o título de melhor jogadora do mundo. Como se não bastasse, ela ainda acumulou resultados expressivos no circuito nacional suficientes para garantir-lhe o vice-campeonato brasileiro. Em uma das etapas do Open nacional, a sergipana chegou a jogar em casa, nas areias da praia de Atalaia – mas parou na semifinal e acabou na quarta colocação. Mesmo assim, na soma de todos os resultados no ano, é difícil achar no mundo jogadora que foi tão bem-sucedida quanto Duda Lisboa.

Já as corridas de rua não largaram seu protagonismo no esporte estadual. Com calendário intenso e praticamente semanal, as provas dominaram as avenidas da capital e de diversos municípios – e o Portal Infonet divulgou os resultados das categorias gerais de todas as principais disputas, desde as tradicionais Corrida dos Bancários, da Advocacia e a do Trabalhador , até as novas sensações como Corrida das DivasAracaju Night Run ,Volta da Farolândia  e Circuito Tuchê .

O ano foi bem movimentado também nas artes marciais. No judô, a sergipana Istelina Silva se firmou como um dos principais nomes da modalidade no país com títulos importantes em sua luta por uma vaga na seleção olímpica. Só em 2018, a judoca foi vice-campeã dos Jogos Universitários , bronze no Troféu Brasilcampeã do Pan Universitário e integrou o seleto grupo de cinco sergipanos classificados para a seletiva olímpica no fim do ano. Sergipe também brilhou com a convocação de dois judocas para a seleção de base e com um honroso terceiro lugar geral no Brasileiro pela região II .

Etapas do Circuito Tuchê de jiu-jitsu lotaram o ginásio Charles Moritz (foto: Igor Matheus/ Portal Infonet)

Já o jiu-jitsu mostrou que segue em alta no estado com a realização de diversos eventos – desde interestaduais, como as etapas do Circuito Tuchê , a internacionais, como o Aracaju International Pro , até competições voltadas para o interior, como o Open em Capela.

Quando o assunto é calendário repleto, mencionar a natação sergipana é uma necessidade. Vários eventos estaduais ao longo de todo o ano – como a Taça Governo de Sergipe – continuaram a preparar nossos nadadores e a elevar ainda mais a baliza dos recordes . O estado tambem mostrou força em competições regionais: no acirrado Norte e Nordeste realizado em Aracaju, Sergipe ficou na quinta colocação. O estado ainda contou com a visita ilustre do medalhista olímpico Gustavo Borges, que veio dar aula na capital e concedeu entrevista exclusiva ao Portal Infonet.

Em Mundial Universitário de Xadrez realizado em Aracaju, Brasil conquistou prata individual e bronze por equipes – ambas conquistas inéditas

Dentre os eventos esportivos recebidos pelo estado, um se destacou pelo caráter internacional e pela modalidade: o Mundial Universitário de Xadrez. Realizada em um hotel na Orla da Atalaia, a competição reuniu as maiores promessas do mundo dos tabuleiros e foi vencida pela China – mas com inédita presença brasileira nos pódios individual e por equipes. Ainda dentro do quesito estrutura de eventos, uma das maiores notícias do ano foi o início da reforma total do ginásio Constâncio Vieira, orçada em R$ 7,5 milhões.

Diversas outras modalidades também tiveram seus momentos de destaque – devidamente registrados pelo Portal Infonet. Das etapas do estadual de kart – com direito a Copa Nordeste – às etapas do estadual de tênis de mesa ; do título estadual do Assessait Itaporanga no futsal estadual até as disputas do estadual de futevôlei e do fisiculturismo , o esporte sergipano mostrou ir muito além do que acontece nos gramados.

Por Igor Matheus

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais